11/02/11

Sul-africana Jodi Beiber vence World Press Photo 2010



Imagem: Jodi Beiber/AFP

O retrato de uma mulher afegã, mutilada no nariz, valeu à repórter sul-africana Jodi Beiber o grande prémio do concurso internacional World Press Photo 2010. O vencedor foi hoje anunciado em Amesterdão. A fotografia, que foi capa da revista “Time” a 1 de Agosto de 2010, revela uma jovem afegã de 18 anos, Bibi Aisha, a quem o marido cortou o nariz e as orelhas por ela ter voltado para a família, depois de o acusar de maus tratos. Bibi Aisha voltou depois a fugir do marido que a maltratava diariamente e contou a sua história. A jovem foi ajudada por uma organização de apoio a mulheres vítimas de violência e enviada para os Estados Unidos, onde mais tarde foi operada, recuperando o seu nariz.
Para o júri do World Press Photo, o retrato demonstra a dignidade da jovem afegã perante um caso de violência contra as mulheres. “Esta é uma daquelas fotografias que nos marcam para a vida”, disse David Burnett, presidente do júri do World Press Photo.

Para Ruth Eichhorn, membro do júri, esta fotografia tem uma imagem muito forte. “Passa uma mensagem muito poderosa para o mundo, cerca de 50 por cento da população são mulheres, e muitas delas vivem em condições miseráveis, sofrem uma constante violência”, acrescentou Eichhorn, no site oficial do prémio.

Vince Aletti, também membro do júri, esta fotografia não representa apenas aquela mulher mas todas as mulheres que silenciosamente são maltratadas no mundo. “É uma fotografia completamente diferente, uma fotografia assustadora”, atesta.

“O World Press Photo tem como objectivo mostrar as fotografias a uma audiência maior e levá-la a questionar sobre aquilo que se passa. Com esta fotografia as pessoas vão perguntar o que se está a passar no mundo, como é que estas coisas existem nos dias de hoje”, explicou Aidan Sullivan, membro do júri, acrescentando que a fotografia vai despertar o mundo para a realidade afegã.

O retrato de Bibi Aisha valeu ainda à fotógrafa o primeiro prémio na categoria de retrato nesta 54ª edição do World Press Photo, o mais importante prémio de fotojornalismo.

O World Press Photo 2010 premiou 56 fotógrafos, de 26 nacionalidades, em nove categorias diferentes. A edição deste ano bateu o recorde de participação, tendo sido submetidas a concurso 108059 fotografias, de 5847 fotógrafos, de 125 países diferentes. In, Público.
Poderá ver todos os vencedores Aqui.

~ 3 comentários: ~

Merce says:
at: 11 fevereiro, 2011 16:07 disse...

Impresionante, un a veces non se da conta das atrocidades que vagan por iste mundo...

Ben merecido o premio!!!

Fábio Paulos says:
at: 11 fevereiro, 2011 22:33 disse...

a foto é impressionante, mereceu ganhar, espero que sirva para chamar a atenção do mundo para estes casos de atrocidades, abraço

mena says:
at: 12 fevereiro, 2011 13:38 disse...

Como é possivel fazer uma atrocidade destas... Fiquei feliz saber que foi possivel já ter sido operada para uma reconstrução mas a reconstrução da alma é possivel??

~ Enviar um comentário ~

+

Disto e Daquilo + popular do mês

Estes e Aqueles

Destes e Daqueles

Caixa de Arquivo

Siga por e-mail

Estes Que Gostam Disto

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.