16/08/09

Woodstock: Eles iam mudar o mundo


Foi há 40 anos, pelas 17:08h de 15 de Agosto de 1969, que o festival de Woodstock começou.

A organização tinha vendido 186 mil bilhetes, e esperava 200 mil espectadores. O objectivo era viver três dias de música e arte, entre 15 e 17 de Agosto.

Só que à medida que os engarrafamentos começaram a multiplicar-se, um pouco por todo o estado de Nova Iorque, perceberam que não iam conseguir acompanhar a procura. Acabaram por prolongar o evento por um dia e receberam meio milhão na quinta de Max Yasgur, na localidade de Bethel, em Nova Iorque.

A organização não estava, contudo, preparada para tantos espectadores, e a zona foi declarada em estado de "calamidade pública". Curiosamente, apesar das más condições sanitárias e de todos os problemas de logística, da chuva torrencial e das muitas drogas consumidas, não foram cometidos desacatos dignos de registo. Pelo meio, morreram duas pessoas e nasceram outros tantos bebés. Isto sem falar da música.

Foi Richie Havens que, a meio da tarde de sexta-feira, assinalou o início da chamada "Exposição Aquariana". O festival, organizado por quatro jovens promotores, chegaria ao fim passados 30 concertos, já na manhã de segunda-feira, com Jimi Hendrix.

Estes quatro dias ficariam registados no documentário Woodstock - Três dias de Paz, Música e Amor (1970), de Michael Wadleigh, que recentemente foi reeditado em DVD numa edição "definitiva" com quatro discos.

Não obstante o cartaz reunido, foram muitos os nomes que se recusaram a actuar em Woodstock. Foi o caso dos Beatles e dos The Byrds, dos Led Zeppelin, dos The Doors ou de Bob Dylan. Poucos têm porém uma história tão curiosa como a de Joni Mitchell, que imortalizou o festival na sua canção Woodstock, sem lá ter tocado. in, DN.


~ 5 comentários: ~

mfc says:
at: 16 agosto, 2009 19:11 disse...

Como o tempo passa!

Uma delícia o ter podido rever estas fotos da life!

Multiolhares says:
at: 16 agosto, 2009 20:43 disse...

Existem momentos na vida que ficam imortais, essa época foi uma viragem no mundo.
beijo

Miguel Almeida says:
at: 19 agosto, 2009 08:22 disse...

Comprei este DVD e aprecio esta energia que se repete de geração em geração "vamos mudar o mundo".
O facto é que mudam mesmo, não talvez da forma completa que pretendem porque a mudança tem o seu proprio ritmo.

William Alexander López says:
at: 20 agosto, 2009 22:50 disse...

Que interesante trabajo documental, gracias por el link, me he disfrutado con las fotografías

Un Fuerte Abrazo !

ematejoca says:
at: 21 agosto, 2009 23:37 disse...

Eles não íam mudar o mundo. ELES MUDARAM O MUNDO!!!

~ Enviar um comentário ~

+

Disto e Daquilo + popular do mês

Estes e Aqueles

Destes e Daqueles

Caixa de Arquivo

Siga por e-mail

Estes Que Gostam Disto

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.