19/09/11

S. Martinho de Tibães IV





~ 12 comentários: ~

photoattraction says:
at: 19 setembro, 2011 10:26 disse...

Linda abóbada!
Acho que tinhas mais "retorno" se publicasses as fotos separadas. Assim as de baixo ficam um pouco "ofuscadas".

ZEKARLOS says:
at: 19 setembro, 2011 10:41 disse...

Grande grafismo e composição. Muito bom.

Helder Ferreira says:
at: 19 setembro, 2011 11:31 disse...

A 1ª e a 3ª conquistaram-me. :)

Rute says:
at: 19 setembro, 2011 11:36 disse...

Essa terra é mesmo bonita! A 1ª foto está espectacular. Parabéns;)

Remus says:
at: 19 setembro, 2011 11:39 disse...

Aquela clarabóia é excelente. Mas a fotografia que encheu-me as medidas, como não poderia deixar de ser, é a do ripado. O efeito gráfico é quase hipnótico.

mfc says:
at: 19 setembro, 2011 12:37 disse...

Continua com esta série.
Está uma maravilha.

Jorge Monteiro says:
at: 19 setembro, 2011 16:37 disse...

Concordo plenamente com o Remus...
Partilho do mesmo gosto. Parabéns.

Mª Angeles y Jose says:
at: 19 setembro, 2011 18:43 disse...

Con la primera foto nos muestras una bonita ventana al exterior.....maravillosa.

Besos

lifeontheviewfinder says:
at: 19 setembro, 2011 21:26 disse...

Ora bem, tipicamente diria que a 2ª era a minha favorita ... mas aqui não dá é que a primeira está simplesmente sensacional e era um pecado não lhe dar mais destaque.

Merce says:
at: 20 setembro, 2011 12:11 disse...

Non hai duda entre as duas tomas, cada unha ten a sua particularidade. A primeira encantame por esa luz que cae sobre o teito, o ceo azul en contraste con esa oscuridade, arriba e abaixo... é fantastica.

A segunda e un magnifico xogo de lineas, texturas, figuras e o branco e negro que lle dá unha forza abrumadora.

Un dueto fantastico querido amigo :)

IRIS says:
at: 21 setembro, 2011 23:44 disse...

a primeira e única vez que lá estive ainda eu era "pequenina" e não fazia fotografias. a memória que dele tenho remete de forma mais imediata para as fotografias a cores do início da tua série. diferenciava-se no estado de abandono que apresentava na altura, mas a luz e a cor eram estas. são lindíssimas e fizeste-me despertar uma enorme vontade de lá voltar, agora, com a câmera fotográfica.
na imaginação não me surgiria a preto e branco, porque, nela, é sobretudo um lugar interior. mas nos espaços exteriores que nos mostras faz todo o sentido a dureza deste contraste.
e esta janela para o céu... diferente de tudo na imaginação, até na luz... nesta leveza... talvez pelo céu, sempre tão insustentável :-)

ana barata says:
at: 29 setembro, 2011 22:54 disse...

Continua o deslumbramento da descoberta de um espaço desconhecido. E lá em cima um pequeno espaço azul entre as nuvens!

~ Enviar um comentário ~

+

Disto e Daquilo + popular do mês

Estes e Aqueles

Destes e Daqueles

Caixa de Arquivo

Siga por e-mail

Estes Que Gostam Disto

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.