27/07/10

Família de Adams vem contestar autenticidade de negativos encontrados


Imagem: Ansel Adams

A família de Ansel Adams contesta a conclusão de uma equipa de peritos norte-americanos que esta semana disse, sem margem para dúvidas, que os negativos comprados em 2000 por um professor de Fresno, Califórnia, numa venda de garagem eram do fotógrafo norte-americano Ansel Adams, um dos mais importantes nomes da actividade.

A equipa, que conta com um especialista de renome, Patrick Alt, foi contratada por uma firma de advogados em nome de Rick Norsigian, o homem que há dez anos comprou os 61 negativos em placa de vidro por 45 dólares e que, desde logo, acreditou serem estas imagens (que entretanto revelou) captadas pelo artista, considerado um dos pais da fotografia nos EUA.

A equipa de peritos, que esta terça-feira apresentou em conferência de imprensa o relatório final da investigação iniciada em 2003, insiste na autenticidade das imagens e diz que, no seu conjunto, os negativos valem a 200 milhões de dólares (150 milhões de euros).

Matthew Adams, neto do fotógrafo Ansel Adams, disse ao PÚBLICO não perceber como se chegou a esse valor. A família continua a contestar a forma como foi feita a investigação. Diz por exemplo que o facto de não haver em lado algum registos destes negativos, como acontecia com todo o trabalho de Adams, levanta dúvidas.

“Pensamos que é irresponsável emitir este parecer com tão poucas provas”, afirmou Matthew Adams por telefone ao PÚBLICO. A família não vai contestar o caso judicialmente, mas acredita que as dúvidas existentes dificultarão a venda das imagens. Fonte: Público.

~ 1 comentários: ~

Nuno Sousa says:
at: 31 julho, 2010 23:40 disse...

Parece que o único objectivo da familia é impedir que outros possam ganhar dinheiro com o trabalho do seu familiar, em vez de protegerem o valor cultural desse trabalho.

enfim...

~ Enviar um comentário ~

+

Disto e Daquilo + popular do mês

Estes e Aqueles

Destes e Daqueles

Caixa de Arquivo

Siga por e-mail

Estes Que Gostam Disto

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.